Revista PechinchãoRelatórios e análises do mercado do Picodi.com

Salário mínimo mundial em 2022

PicodiJaneiro 18, 2022

Os analistas de Picodi.com verificaram como as taxas salariais mínimas mudaram em 64 países e se tais montantes podem assegurar um nível de vida mínimo num determinado país.

Aumento recorde nos salários

O estudo abrangeu países com um salário mínimo fixado pelo governo – um total de 64 países na Europa, América do Norte e do Sul, África, Ásia e Austrália. Estes países diferem na taxa de carga fiscal: em vários países, uma pessoa que aufere o salário mínimo nacional está isenta de impostos e contribuições (Hong Kong, Filipinas, Nigéria), enquanto noutros países a diferença entre o rendimento bruto e líquido pode ir até várias dezenas de por cento (em Portugal – 11%). Por este motivo, a lista inclui apenas montantes líquidos, ou seja, dinheiro que o empregado recebe efetivamente em dinheiro ou na sua conta bancária.

SALÁRIO MÍNIMO AO REDOR DO MUNDO EM 2022

Dos 64 países incluídos, as taxas de salário mínimo em 10 países não se alteraram em comparação com a classificação do ano passado. Estes incluem Israel, Filipinas, Tailândia, Vietname e Peru, enquanto na Eslovénia a taxa deste ano não foi finalmente adoptada.

Montenegro pode orgulhar-se do maior aumento do salário mínimo. Como resultado, entre outras coisas, de alterações fiscais favoráveis, o salário mínimo neste país aumentou de 222 para 450 euros líquidos (um aumento de 103%). Também registámos grandes aumentos salariais na Turquia (50%) e no Cazaquistão (41%).

Portugal ocupa o 32º lugar neste ranking: a partir de 1 de Janeiro de 2022, o salário mínimo no nosso país aumentou 6% (de 592 para 627 euros líquidos). Na Espanha o salário mínimo aumentou apenas 1% em relação ao ano anterior (posição 53), na França 3,1% (posição 40) e no Brasil 7,6% (posição 17).

Alimentos básicos

Para este estudo, criámos uma lista de produtos alimentares de base e comparámos os preços destes produtos com o salário mínimo. A lista é composta por 8 grupos de produtos: pão, leite, ovos, arroz, queijo, carne, frutas e legumes. A lista é muito limitada, mas nas quantidades indicadas, estes produtos são suficientes para satisfazer as exigências nutricionais mínimas do adulto médio.

  • Leite (10 liters) – 6,30€
  • Pão (10 un. de 500 g ) – 10,60€
  • Arroz (1,5 kg) – 1,38€
  • Ovos (20 un.) – 2,88€
  • Queijo (1 kg) – 6,79€
  • Frango e Vaca (6 kg) – 41,37€
  • Frutas (6 kg) – 7,72€
  • Legumes(8 kg) – 8,53€

O valor dos produtos alimentares básicos no início de 2022 é de 85,57€.

É POSSÍVEL VIVER COM UM SALÁRIO MÍNIMO EM PORTUGAL EM 2022?

Os alimentos básicos suficientes para satisfazer as exigências nutricionais mínimas valem 13,6% do salário mínimo. Há um ano atrás, estes produtos valiam 14,7% do salário mínimo do ano passado. Concluindo, o crescimento do salário mínimo em Portugal ultrapassou o aumento de preços.

Onde se pode viver com o salário mínimo

Uma vez que as preferências alimentares e percepções de uma vida confortável variam de região para região, e mesmo de pessoa para pessoa, decidimos comparar os preços dos produtos alimentares básicos com os salários mínimos para ver quanto do rendimento mínimo uma pessoa tem de gastar em produtos necessários.

CUSTO DE ALIMENTAÇÃO BÁSICA

Os países de topo nesta classificação são o Reino Unido, a Irlanda e a Austrália: a relação entre os produtos de base e o salário mínimo varia entre 6,6% e 7,3%.

Nesta clasificação, Portugal ficou em 16º lugar entre 64 países com um resultado de 13,6%, à frente de países como Brasil (36,6% e 49º lugar) e perto da França (12,5% e 14º lugar) e Espanha(11,8% e 11º lugar).

A situação dos trabalhadores com salários mínimos na Rússia, Cazaquistão ou Índia não é fácil: nestes países, o custo mínimo dos produtos alimentares básicos consome cerca de metade do seu salário. Por outro lado, na Nigéria, o salário mínimo não é sequer suficiente para um cesto modesto de produtos.

Metodologia e fontes dos dados

Neste estudo, comparamos o salário mínimo mensal para o trabalho a tempo inteiro em Janeiro de 2022 com os salários de Janeiro de 2021. Estas taxas provêm de websites oficiais do governo, ministérios ou comités relevantes. Omitimos países onde o salário mínimo é negociado por sindicatos individuais e onde não existe um salário mínimo legal (como a Suíça, Itália, Singapura e países do norte da Europa). Para os países onde o salário mínimo difere por região (EUA, Filipinas, Tailândia, Vietname), calculamos e utilizamos a média aritmética de todas as regiões. Obtivemos os montantes líquidos utilizando calculadoras de salários locais.

O conjunto de produtos utilizados neste estudo é uma lista contratual de produtos alimentares básicos, criada apenas para fins estatísticos. Os montantes indicados foram calculados com base nas recomendações de alguns ministérios da saúde relativamente aos padrões mínimos de consumo alimentar. Os preços dos produtos alimentares contratuais provêm do portal numbeo.com, onde consumidores de todo o mundo monitoram os preços dos alimentos e de outros produtos e serviços.

Convertemos as moedas locais utilizando a taxa de câmbio média do Google Finance para o quarto trimestre de 2021.

Uso público

Os dados infográficos e estatísticos apresentados no relatório podem ser livremente utilizados tanto para fins comerciais como não comerciais, indicando o autor do estudo (Picodi.com) com um link para esta subpágina. Se tiver alguma dúvida, por favor contacte-nos: research@picodi.com.