Mão de VacaPesquisa de Mercado do Picodi.com

Preço da gasolina no Brasil e em outros países da América do Norte e do Sul

Picodijulho 15, 2019

O preço da gasolina depende de diferentes fatores como o preço do barril de óleo no mercado internacional ou ainda dos impostos ou margens estabelecidas pelos donos de postos de combustíveis. O valor do litro da gasolina nos pontos de venda pode mudar da noite para o dia, e, em alguns países, até mesmo em questão de horas ao longo do dia.

Tendo em mente a instabilidade do mercado de combustível, o Time de Analíticos do Picodi decidiu analisar quantos litros de gasolina você pode comprar com uma salário médio no Brasil e em outros países das Américas do Norte e do Sul. Para tanto, pesquisamos o preço médio da gasolina no primeiro semestre de 2019 e cruzamos com os últimos salários líquidos médios nos respectivos países. Como mostra nosso estudo, possuir em seu território este rico recurso natural nem sempre significa que a gasolina será mais acessível ao consumidor.

Em busca da gasolina mais barata

(Clique nas abas para ver os dados de outros 21 países)

Na América do Sul, a gasolina mais barata pode ser encontrada na Venezuela onde 1 litro de gasolina custa $0.000000002. Com um salário médio girando em torno de $29 é possível comprar mais de 14 bilhões de litros. Mas, os cidadãos deste país assolado por uma imensa crise e inflação teriam razões para triunfar?

A melhor relação atual entre preço de gasolina e a média salarial nas Américas pode ser observada nos Estados Unidos, um país onde é produzida uma quantidade enorme de gasolina. O salário médio neste país é suficiente para comprar 4711 litros do ouro líquido.

O Brasil é um país no qual se pode comprar 476 litros de gasolina com o salário médio. Comparado ao poder de compra do nosso país, notamos uma média mais alta na Argentina (607 litros) e mais baixa em El Salvador (474 litros).

Ocupando as posições mais baixas no ranking estão países como Paraguai, Nicarágua e República Dominicana. Nesses lugares, a média salarial mais baixa permite a compra de algo em torno de 300 litros de gasolina, que representa apenas 6% da capacidade do líder do ranking americano. Em continuação, os mais desfavorecidos são os cubanos que só podem comprar 26 litros de gasolina com seu salário médio.

Magnatas do petróleo no mundo

(descanse o mouse sobre uma país para ver informações básicas)

Em busca do indicador que ilustra a maior comprador de petróleo no mundo, analisamos os preços e os salários em mais de 100 países em 6 continentes.

O líder do ranking é o Golfo Pérsico. No Qatar, Kuwait e Emirados Árabes o preço do litro custa em torno de $0.4–0.6 e com o salário médio é possível comprar entre 4900 e 6500 litros de gasolina.

As altas posições de países como Estados Unidos e Canadá podem ser explicadas não apenas pelos altos salários mas também pela quantidade de extração de petróleo. Suíça e Luxemburgo se mantêm altos somente pela remuneração elevada.

Quantidades menores de petróleo podem ser compradas em Madagascar (42 litros), Tajiquistão (131 litros) e Zâmbia (137 litros).

Um exemplo interessante é a Nigéria. Apesar desse país extrair e exportar quantidades consideráveis de petróleo e apresentar os menores preços por litro ($0.40), a média salarial muito baixa, cerca de $201, não permite que os cidadãos comprem grandes quantidades de gasolina (501 litros).

Metodologia

O presente relatório usa o salário líquido médio de acordo com dados fornecidos por escritórios oficiais e órgãos nacionais de estatística. Os preços médios do primeiro semestre de 2019 em mais de 100 países foi baseado em dados do site globalpetrolprices.com. Para obter os número de litros dividimos o salário médio pelo preço de médio de 1 litro de gasolina. Para a conversão de moeda, usamos a taxa de câmbio média dos últimos 90 dias.

Uso público

Você está disposto a compartilhar informações sobre o preço da gasolina e a média salarial no Brasil com seus leitores? Sinta-se à vontade para usar todos dados e infográficos presentes nesse artigo para ambos usos comercial e não comercial contanto que indique como autor da pesquisa (Picodi) com o link para a sub página. Para copiar o código do infográfico interativo, clique no ícone de três pontos no canto superior direito. Se você tiver alguma dúvida, por favor entre em contato conosco pelo e-mail: research@picodi.com.